Dor / Cefaleia - Cláudio Fernando Costa | Psiquiatria
slide

 

Dor / Cefaleia

    O interesse para a aprendizagem e a disciplina desenvolvem a necessária maturidade emocional  para o controle da dor, qualquer que seja sua origem (neuropática, nociceptiva, mista, psicogênica) e possibilita que você reconheça os seus sinais de início, os fatores que a pioram, os que a melhoram e os que a distraem. 

    O primeiro passo é aprender a  quantificar o nível da dor, em uma escala de 1 a 10 na Escala Visual Analógica.

    O segundo passo é observar quais as terapias (farmacológicas ou não-farmacológicas) surtem um bom efeito para o controle da dor, naquele momento.

    O terceiro passo consiste em adotar a prática adequada para a ocasião, utilizando os métodos disponíveis, que podem ser analgésicos orais, transdérmicos, infiltrações, acupuntura, exercícios físicos, exercícios mentais, práticas de fisioterapia e procedimentos cirúrgicos (ortopédicos e neurológicos).   

    O  Diário de Controle de Medicação para Dor, o Diário de Dor e o Diário de Cefaleia permitem sistematizar sua percepção e servem como ferramentas para o adequado uso de remédios, incentivando a adoção de novos hábitos analgésicos.

   O tratamento de dor crônica é matéria que envolve diferentes áreas profissionais e que para o sucesso, necessita de grande disposição pessoal e acompanhamento profissional para um bom manejo. 

1. Diário de Controle de Medicação para Dor, Diário de Dor, Diário de Cefaleia.

2. Hot Bag e TENS (Os links são exemplificativos, sugiro pesquisa na internet para melhor compra).

 

 

Tecnologia do Google TradutorTradutor