Drogas - Álcool, Cigarro e outras - Cláudio Fernando Costa | Psiquiatria
slide

Drogas - Álcool, Cigarro e outras

              A impulsividade pode ser caracterizada como a tomada de decisão com pouca colaboração racional da mente e tem forte relação com o uso de drogas. 

              O sentimento de frustração decorrente do uso de drogas pode gerar sentimentos ainda piores do que os que antecediam o seu uso. 

              Se o objetivo for o de ter uma vida com maior controle e menos arrependimentos é necessário o emprego de grande esforço para a interrupção do uso de drogas e o Diário da Impulsividade ajuda no processo. 

               A figura do  semáforo  tem a cor verde, usada para um baixo grau de vontade de uso  (notas 1-4) , a amarela, para graus intermediários  (notas 5-8) e a vermelha, com as notas máximas (9,10) se refere à perda do controle  e da abstinência. Para cada nível deve estar construída uma série de atitudes previamente elaboradas com seu Psicólogo e/ou Médico para a interrupção do ciclo, o que com o tempo sedimenta o comportamento da abstinência.

               E qual  o momento de iniciar esforços para mudar?

               O Modelo Transteórico de Mudança, idealizado por Prochaska e Diclemente, observa que o processo de alteração de comportamento acontece de forma gradual e contínua, em estágios. Considera que a pessoa inicia com uma completa falta de consciência da necessidade de mudança e evolui no pensamento até a alteração do hábito, que pode estar relacionado a drogas, aspectos financeiros, alimentares ou de outros transtornos do exagero.

               Os estágios são:

               1. Pré-contemplação 2. Contemplação 3. Preparação 4.Ação 5.Manutenção

 

               Abaixo, clique no sublinhado para maior detalhamento dos itens.

1. Assista o Primeiro episódio da série "Prisão Química", exibida no Fantástico. 

2. Site dos Alcoólicos Anônimos. Ache a localização dos grupos na sua cidade.

3. Site dos Narcóticos Anônimos. Ache a localização dos grupos na sua cidade. 

4. Diário para Controle da Impulsividade - Drogas.

 

 

PREVENÇÃO DE RECAÍDA (Modelo de Marlatt)

Objetivos:

  1. Modificar crenças e expectativas a respeito do uso da droga.
  2. Identificar e antecipar as situações de risco de recaída.
  3. Aprender habilidades e estratégias de enfrentamento e manejo de situações de risco.
  4. Promover amplas modificações no estilo de vida.

TÉCNICAS DE MANEJO DO CRAVING

  1. Afastar-se.
  2. Esperar passar (fissura dura na media, 8 minutos).
  3. Respiração diafragmática (relaxamento respiratório).
  4. Distração (exercício físico, contar algo...).
  5. Substituição por imagem positiva (imaginar a cena de algo bom que vai acontecer caso não recaia. Junto a família, filhos).
  6. Substituição por imagem negativa  (imaginar algo ruim que vai acontecer caso recaia).
  7. Cartões flash –  App Anonymo – para marcar dias em abstinência. Cartões com fotos de filho, com marcação de dias da vitória, pra levar no bolso.
  8. Comer ou beber algo (roer cenoura, chocolate...).
  9. Banho de 20 minutos.
  10. Contatar uma pessoa sóbria.
  11. Avaliar as consequências.
  12. Ensaio mediante imagem (imaginar passo a passo o que fazer para não usar a droga em determinada situação futura).
Tecnologia do Google TradutorTradutor